Pjanic: «Até hoje ainda não percebi bem o que Koeman queria de mim»

Médio bósnio fala do ano que passou no Barcelona e da relação difícil com o treinador holandês

• Foto: Reuters

Pjanic viveu um último ano difícil no Barcelona. O bósnio foi, desde logo, descartado por Ronald Koeman e nunca se conseguiu afirmar nos blaugrana. Atualmente ao serviço do Besiktas, próximo adversário do Sporting na Liga dos Campeões, o médio falou à 'BeIn SportsTurquia' sobre a relação difícil com o técnico holandês, garantindo que "até hoje, ainda não percebeu o que queria".

"Não tentou explicar-me as coisas ou encontrar uma solução. Era eu que ia perguntar-lhe o que queria de mim, da posição em que jogo, o que estava a fazer mal ou bem... queria adaptar-me rápido dentro da equipa para ser útil. Numa temporada, são precisos 17 ou 18 jogadores para ganhar títulos", começou por explicar.

O antigo jogador da Juventus garante que "conhece bem o balneário do Barcelona" e que falta "um líder".

"Estão numa situação difícil. Os resultados não estão a ser como os adeptos queriam. Os jogadores estão muito pressionados. Talvez a equipa precise de um bom líder para melhorar. O Barcelona é um dos quatro ou cinco grandes clubes no mundo. Voltarão aos velhos tempos, mas levará algum tempo", rematou.

Recorde-se que o Besiktas recebe o Sporting na próxima jornada da Liga dos Campeões, dia 19, pelas 17H45.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Barcelona

Notícias

Notícias Mais Vistas