Barcelona: uma desgraça nunca vem só

Saída de Neymar, derrota na Supertaça e fracassos nas aquisições deixam Bartomeu fragilizado

• Foto: Reuters

Há imagens que valem por mil palavras e a de Neymar ao lado de Messi e Suárez valeu nova fratura no Barcelona. Não deixou o clube em mil pedaços, mas colocou de novo o presidente Josep Maria Bartomeu no olho do furacão. Fragilizado por sucessivos fracassos – desde a impotência para impedir a saída do brasileiro para o PSG, passando pela incapacidade para travar a recente hegemonia do rival Real Madrid, até aos fiascos nas contratações, como Verratti e Bellerín –, o líder blaugrana vê a contestação subir de tom, a poucos dias de enfrentar a moção de censura do ex-candidato à presidência Agustí Benedito, prometida para setembro.

A vida não está fácil para Bartomeu e a fotografia do reencontro do trio MSN – a juntar à brincadeira de Neymar com Piqué após o polémico ‘se queda’ – foi outro duro golpe no líder. As imagens, que mereceram milhares de ‘likes’ – inclusive de jogadores do Barça –, surgiram precisamente no dia em que a direção apresentou queixa contra Neymar, por incumprimento de vínculo, e a nova estrela do PSG replicou, exigindo 26 milhões relativos ao prémio de assinatura do contrato renovado em 2016.

O convívio entre ex-companheiros de equipa deu, assim, lugar ao ‘motim do Instagram’. "O Barcelona faz queixa de Neymar e os pesos-pesados do clube posam ao seu lado. O clube não pode ser mais ridicularizado", escreveu nas redes sociais Enric Masip, lenda do andebol do Barcelona, reclamando mais tarde, numa rádio, uma posição de força contra os jogadores, que ontem se juntaram ao almoço, para reforçar a união do grupo. "A imagem que estão a passar do Barcelona é lamentável. A fotografia no Instagram é muito simbólica. O presidente deve abrir um processo aos jogadores." Queixas de falta de liderança partilhadas por Toni Freixa, ex-diretor e candidato à presidência em 2015.

À procura de reforços

No meio do turbilhão, o Barcelona continua à procura de reforços, embora, também aqui, com contratempos à mistura. Seri (Nice) parecia certo, mas as últimas notícias dão o ex-Paços como descartado "por questões técnicas"; a aquisição de Di María é considerada "impossível" pelo PSG e falta convencer Liverpool e Dortmund a venderem Coutinho e Dembélé, respetivamente. Pelo primeiro, o Barça já terá chegado aos 150 milhões, o mesmo valor que o clube alemão pede pelo jovem avançado francês.

Novo contrato de Messi passa... pelo Mónaco

Bartomeu e Messi viajam hoje para o Mónaco para assistirem ao sorteio da Champions. Candidato a melhor jogador da última edição da prova – tal como Ronaldo e Buffon –, o argentino deverá analisar com o presidente o momento do clube, numa altura em que se colocam dúvidas sobre a sua renovação, já anunciada até 2021, embora por oficializar. "Se ainda não assinou é porque algo não está claro", denunciou Agustí Benedito, lembrando que o craque termina o vínculo em 2018: "Em janeiro fica livre. O caso de Messi pode ser pior que o de Neymar."

Por Aurélio de Macedo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.