Cañizares aponta o dedo ao novo treinador do Valencia: «Não sabe onde se foi meter»

Ex-guardião 'che' criticou o substituto de Marcelino Toral

Marcelino Toral
Santiago Cañizares
Albert Celades
Marcelino Toral
Santiago Cañizares
Albert Celades
Marcelino Toral
Santiago Cañizares
Albert Celades

O ex-guardião do Valencia Santiago Cañizares referiu, em entrevista à Rádio Marca, que o substituto de Marcelino Toral no comando técnico do Valencia, Albert Celades, perdeu o "conceito de honra e ética" ao assumir o cargo de treinador da equipa onde jogam os portugueses Thierry Correia e Gonçalo Guedes. 

O despedimento do treinador espanhol, de 54 anos, tem vindo a fazer correr muita tinta. A manifestação inequívoca da insatisfação não só dos adeptos do emblema 'che' mas também de atuais e ex-jogadores do clube, criou um ambiente de enorme instabilidade à volta da administração liderada por Anil Murthy.

Depois das críticas feitas por Garay, desta vez foi Cañizares a dar a sua opinião relativamente ao despedimento 'surpreendente' de um treinador que deixa o Valencia na 10.ª posição da Liga espanhola depois de ter conquistado a Supertaça Espanhola, na época passada, frente ao Barcelona.

"Celades é um rapaz que se formou nas seleções de formação e não tinha qualquer opção de assinar por um clube da primeira divisão. E quando precisas de um contrato e te chega a possibilidade de treinar o Valencia, perde-se o conceito de honra e ética", atirou o antigo internacional espanhol. 

E prosseguiu, antevendo uma missão "complicada" para o treinador: "Celades não sabe onde se foi meter nem como está o balneário".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.