Funcionário do Barcelona recebeu 6,6 milhões de euros após a venda de Neymar

Tem na sua posse documento assinado pelo antigo presidente em como teria direito a 3 por cento da transferência

• Foto: Reuters

A Rádio Cadena SER revelou esta quinta-feira que o Barcelona teve de pagar a André Curry, funcionário do clube no Brasil e homem da confiança de Neymar, 6,6 milhões de euros após a transferência do craque brasileiro para o PSG no verão de 2017.

Quando o negócio se efetivou, Curry apresentou um documento assinado pelo então presidente do clube catalão, Sandro Rosell, oferecendo-lhe 3 por cento de uma futura transferência.

A verba foi prometida depois de Neymar se mudar do Santos para o Barcelona. E como o avançado foi vendido por 220 milhões, o amigo acabou por embolsar assim uma fortuna.

No Brasil André Curry tinha a função de controlar o mercado e alertar o Barcelona quando emergiam os melhores craques. O clube garante que ainda está a negociar com Curry a verba a pagar, mas a rádio assegura que o Barça já saldou tudo pois o funcionário não abdicou de um cêntimo do que lhe fora prometido.



Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.