Imbróglio à vista: balneário prefere Neymar e Barcelona estuda o que fazer com Griezmann

Juntar os dois teria peso enorme nas contas mas não contratar o francês obrigaria a indemnização

• Foto: Getty Images

O Barcelona pode estar à beira de um sério imbróglio que envolve os nomes de Antoine Griezmann e Neymar, segundo avança esta quinta-feira o diário 'Marca'. Em causa está a contratação alinhavada do francês e o desejo de recuperar o brasileiro, que podem ser incompatíveis.

Vamos por partes. Griezmann tem um pré-acordo com o Barcelona. O avançado ainda pertence ao Atlético Madrid, que conta receber a cláusula de rescisão do jogador (120 milhões de euros) e não pretende facilitar nesse aspeto. O pré-acordo entre o francês e os catalães prevê um ordenado milionário a cinco anos, num total de 105 milhões de euros (18, 18, 21, 23 e 25), mas integra igualmente uma cláusula de indemnização ao jogador caso o Barça deixe cair o negócio.

De resto, uma situação semelhante aconteceu no ano passado, mas ao contrário: Griezmann e Barcelona tinha assinado um pré-acordo, mas foi o jogador a rompê-lo e a permanecer no Atlético. Assim, teve de pagar ao Barcelona.

Agora Neymar. O brasileiro saiu há dois anos de Camp Nou de forma hostil. Pagou a cláusula de rescisão de 222 milhões de euros com a ajuda do PSG e mudou-se para Paris. As relações do avançado com o Barcelona extremaram-se e as duas partes ainda estão em tribunal, mas o amor parece ter regressado e querem agora reconciliar-se. A cabeça de Neymar já não está no Parque dos Príncipes e o balneário dos catalães já pensa voltar a contar com o brasileiro. Opção que de resto agradaria mais do que... Griezmann.

Quarteto de luxo... mas a que preço?

Para os adeptos do Barcelona, ter Neymar de volta, contratar Griezmann e juntar esta dupla a Messi e Suárez seria um sonho. Mas para a tesouraria do clube era um autêntico pesadelo. As contas do Barcelona já tiveram melhores dias e quatro salários anuais a representarem cerca de 120 milhões de euros não seria recomendado para umas finanças em alerta depois de no ano passado os custos com os vencimentos do plantel já atingirem os 84 por cento do valor das receitas do clube, quando o nível máximo recomendado é de 70 por cento.

Soluções

Ainda segundo o diário 'Marca', o Barcelona estuda as soluções para resolver este hipotético problema que se torna cada vez mais real, à medida que Neymar se aproxima de um regresso a Camp Nou. Vender Dembélé ou Coutinho por um valor a rondar os 100 milhões de euros poderia ajudar a manter o quarteto, mas seria sol de pouca dura.

Uma das alternativas mais rebuscadas faria de Camp Nou apenas um ponto de passagem para Griezmann. Imaginando o cenário: o Barcelona pagaria a cláusula de rescisão do francês e este seria depois incluído no negócio do resgate de Neymar, acabando a jogar no PSG. Resta saber se Griezmann está recetivo, depois de até já se ter despedido dos colchoneros com os catalães no horizonte.

O que poderia igualmente ajudar neste problema seria a saída de Nélson Semedo para o Wanda Metropolitano, onde é apreciado. O português poderia fazer baixar o preço a pagar por Griezmann ou, pelo menos, alongar o pagamento no tempo, algo para que os colchoneros não se mostram atualmente disponíveis quanto à cláusula de rescisão.

Por Luís Miroto Simões
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas