Guarda Civil espanhola confirma causa do acidente que vitimou Reyes e a velocidade a que seguia

Cadena Ser revela dados da investigação, que confirma informações avançadas nos dias que se seguiram ao acidente

José Antonio Reyes conduzia, no mínimo, a 187 quilómetros por hora, quando rebentou o pneu que originou o despiste mortal do antigo jogador do Benfica.

A notícia está a ser avançada pela Cadena Ser e é a conclusão que resulta da investigação da Guarda Civil espanhola, que averiguou os motivos que levaram ao acidente ocorrido a 1 de junho do ano passado e que, além do avançado, causou a morte de um primo e deixou outro em estado grave. A investigação confirma, assim, o que foi noticiado na altura do acidente.

De acordo com a mesma fonte de informação, o rebentamento do pneu esquerdo da parte traseira, que dias antes havia sido reparado por um dos primos, foi o principal motivo que levou ao despiste do carro onde seguiam as três pessoas.

Por Valter Marques
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.