Sandro Rosell vai continuar preso

Apelo do ex-presidente do FC Barcelona foi recusado 

• Foto: Reuters

O tribunal de justiça espanhol apoiou esta sexta-feira a decisão de manter na prisão Sandro Rosell, ex-presidente do FC Barcelona, acusado de ficar com 6,5 milhões de euros da venda dos direitos televisivos da seleção brasileira de futebol.

Segundo o tribunal, o apelo de Rosell foi recusado por existir o risco de fuga do país devido à sua facilidade "para se deslocar pelo mundo desenvolvendo sua atividade profissional".

O tribunal também se opôs à libertação de Joan Besolí, advogado político iraniano, que é acusado de criar empresas com as quais fez "lavagens" de dinheiro.

Esta é a terceira vez que o tribunal de justiça rejeita os recursos de ambos os réus, que foram presos, em 25 de maio de 2017, e acusados de "lavarem" dinheiro e pertencerem a uma organização criminosa.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Espanha

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.