Aumenta a lista de saídas pela porta dos fundos no Real Madrid

Merengues acumulam figuras que deixaram o clube menos bem...

Casillas é um bom exemplo
Casillas é um bom exemplo • Foto: Reuters

Não foi a primeira vez que o Real Madrid terminou de forma ‘cinzenta’ a ligação com um jogador ou treinador que muito lhe deu a ganhar. O que sucedeu agora a Zidane já acontecera, lembra o jornal ‘AS’, a Míchel (1996), Vicente del Bosque (2003), Fernando Hierro (2003), Raúl González (2010), Guti (2010), Casillas (2015) e Cristiano Ronaldo (2018).

O CR7 teve uma saída atribulada do Real Madrid, anunciando-a instantes depois de ter conquistado a Champions frente ao Liverpool em Kiev. Justificou a decisão com o facto de se sentir pouco acarinhado pelo clube. Rumou então à Juventus sem que o Real Madrid lhe tivesse organizado uma cerimónia de despedida. A relação com Florentino Pérez só nestes últimos meses se normalizou.

O divórcio entre o Real Madrid e Casillas também foi espinhoso. Ninguém do clube o acompanhou na conferência de imprensa de despedida, acabando o guarda-redes por encontrar mais tarde um porto seguro... no FC Porto. Casillas voltou recentemente ao clube merengue, ali desempenhando um cargo relacionado com a Fundação. Há poucos dias, o antigo guardião dirigiu algumas palavras de apreço e incentivo a Zizou. "Pela segunda vez... muito obrigado por tudo, Zidane! Os madridistas só podem estar agradecidos pelo teu grande trabalho. Que tenhas sorte, amigo!", escreveu Casillas. Quem será o próximo ídolo a receber um tratamento menos apropriado por parte do clube merengue?

Por Record
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Real Madrid

Notícias

Notícias Mais Vistas