Ramón Calderón: «Bale foi muito infantil»

Antigo presidente do Real Madrid aconselha jogador a voltar para o Tottenham

• Foto: Reuters

Os festejos de Gareth Bale pela passagem de Gales à fase final do Euro’2020 não caíram bem em Madrid e a polémica não tem parado de aumentar de tom. Ramón Calderón, antigo presidente do Real, acabou mesmo por chamar o jogador galês de "infantil", aconselhando-o a voltar ao Tottenham.

"Vai ser difícil para Bale agora porque foi muito infantil da parte dele colocar essa bandeira. Os adeptos estão muito zangados porque, é claro, que não gostaram disso, tendo em conta que ele mal jogou no Real Madrid este ano e parte para a seleção e faz os dois jogos", disse  em entrevista ao 'The Athletic'.

Em relação à relação de Bale com Zidane, o antigo presidente do Real Madrid, assumiu que não será fácil o treinador dos merengues digerir o sucedido. "É uma situação difícil para Zidane e ele, certamente, não ficará feliz com Bale por ele ter aparecido com essa bandeira. Ele não fez nenhum favor a si mesmo com isso. Ele apenas está a adicionar combustível ao fogo e será difícil para Zidane incluí-lo na equipa titular ou até deixá-lo no banco de suplentes", explicou.

Ramón Calderón deixou, por fim, um conselho ao jogador. "Bale tem pelo menos mais três ou quatro anos de alto nível. Poderia juntar-se a José Mourinho, no Tottenham, por que não? Depende do que Mourinho pensa, mas tenho a certeza que os adeptos do Tottenham têm boas lembranças suas lá. Para Bale voltar para onde realmente pertence, seria o ideal para todos, porque se for para a China será uma pena.", concluiu.


"Gales, golfe, Madrid": O filme da polémica celebração de Bale




Bale volta a fazer das suas: a tarja da polémica que promete dar que falar

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Real Madrid

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.