Neymar: «Se eu quiser ir a uma festa, vou»

Avançado diz que só a família pode interferir na sua vida e mesmo assim de forma limitada

• Foto: Carlos Barroso

Neymar não gosta que se fale da sua vida privada. O avançado do Paris Saint-Germain afirmou que não dá grande importância às críticas e que tem poder de decisão sobre o que fazer fora de campo, embora reconheça que tem de ter cuidados para estar bem dentro dele.

"Se eu quiser ir a alguma festa, vou, só tenho que saber o que vou fazer no dia seguinte. Agora, se eu tiver um jogo no dia seguinte, é óbvio que não vou sair. É óbvio que vou ter que estar descansando para o meu desempenho ser bom. E o meu desempenho não é porque 'ah, eles vão falar mal ou bem'. Não, é porque eu quero ser bom e é o que eu faço. Eu jogo futebol, amo fazer aquilo. Então, a todo momento que vou fazer aquilo, tenho que estar bem preparado. Acho muito engraçado quando as pessoas vêm falar da minha vida fora de campo. Ligo muito pouco. Mas não concordo com o que dizem", afirmou o jogador em entrevista à Globo.

O brasileiro reiterou que os jornalistas apenas têm o direito de criticar as suas exibições e que só a família pode falar sobre a sua vida pessoal, ainda que, mesmo neste caso, de forma limitada.

"Dentro de campo vocês podem 'cobrar-me'. Vocês estão ali para falar do meu desempenho dentro de campo. Ali sim, vocês podem falar. Agora, fora, cuido eu. Quem tem o direito de opinar sobre a minha vida fora de campo são a minha mãe, o meu pai e os meus amigos, eles sim. Dizer 'não faças isso, não faças aquilo'. E aí vou analisar, porque a vida continua a ser minha. Mesmo se a minha mãe quiser que eu não faça algo, se eu quero fazer, eu vou fazer, porque a vida é minha, tenho 27 anos", concluiu.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas