Valbuena: «Benzema disse-me que o vídeo era quente»

"Le Monde" divulga o que francês afirmou em tribunal

• Foto: Reuters

Mathieu Valbuena, alegadamente vítima de chantagem por parte do colega de seleção Karim Benzema, assumiu em tribunal que o avançado do Real Madrid o intimidou quando falaram sobre o vídeo que originou o caso.

De acordo com as declarações de Valbuena, divulgadas esta segunda-feira pelo diário "Le Monde", Benzema assegurou ao médio do Lyon que não havia outras cópias do vídeo de conteúdo sexual, a que também tinha assistido, e alertou-o para o caráter meliante das pessoas que tinham a gravação.

"Assegurou-me que tinha visto o vídeo, jurou-me pela sua filha. Disse que era quente. Meteu-me medo", declarou Valbuena em tribunal, pormenorizando que o madridista lhe apresentou detalhes da gravação para o convencer e serviu de intermediário entre si e os chantagistas.

Na sessão judicial de 20 de novembro, dada esta segunda-feira a conhecer, o chantageado contou que Benzema lhe sugeriu que falasse com o seu amigo Karim Zenati para o ajudar a tratar do assunto.

"Disse-lhe que queria pagar pela minha liberdade, mas que poderia haver outras cópias. Respondeu-me: 'Mat, pela minha filha, não há cópias'", descreveu Valbuena diante da magistrada que conduz o caso.

O jogador do Lyon explicou que, inicialmente, pensou que Benzema queria apenas informá-lo, mas que começou a desconfiar quando o avançado do Real Madrid insistiu em apresentar-lhe o intermediário, ainda que este nunca o tenha convencido a pagar a quantia exigida pelo grupo que detinha o vídeo.

"O objetivo era que me encontrasse com Zenati, em troca de uma contrapartida. Sei que as coisas não se fazem gratuitamente e, com certeza, não queriam bilhetes para o futebol", acrescentou.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de França

Notícias

Notícias Mais Vistas