Arsenal tinha despedido a mascote para cortar nos custos mas o 'Gunnersaurus' está de volta

Özil tinha-se oferecido para pagar o salário do homem que vestia a pele do simpático dinossauro

• Foto: Reuters

O 'Gunnersaurus' está de volta volta ao Emirates Stadium! A mascote do Arsenal tinha sido despedida, com a justificação de que o clube precisava de cortar nas despesas, mas a revolta dos adeptos e de alguns notáveis levou os gunners a reverterem a decisão, segundo escreve esta terça-feira o 'Daily Mail'. 

Jerry Quy, o homem que durante 27 anos vestiu a pele de 'Gunnersaurus' e alegrou miúdos e graúdos no estádio, foi uma das vítimas dos cortes salariais no mês passado, pois foi considerado prescindível uma vez que os jogos realizam-se agora sem público.

Mesut Özil, o jogador alemão dos gunners que tem uma relação muito difícil com os dirigentes e com os adeptos desde que se recusou a baixar o salário durante a quarentena, ofereceu-se para pagar o vencimento de 
Jerry Quy enquanto permanecesse no clube. "Fiquei triste por saber que o Jerry Quy, a nossa famosa e leal mascote, que faz parte do nosso clube, fosse considerado redundante ao fim de 27 anos", disse na altura Özil.

A verdade é que a pressão dos adeptos resultou e 'Gunnersaurus' está de volta. Não sabe é quem paga o salário a Jerry Quy, se o clube ou Özil...

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arsenal

Notícias

Notícias Mais Vistas