A ocasião era de festa, mas Conte decidiu 'picar' Mourinho

Italiano cumpriu jogo 100 no Chelsea com recorde de vitórias inferior ao do português...

• Foto: Reuters

Os primeiros 100 jogos de José Mourinho como treinador do Chelsea aconteceram entre 2004/5 e 2005/06. O técnico português somou 72 vitórias, um registo que Antonio Conte não conseguiu igualar no seu 'centenário' nos blues, comemorado na quarta-feira com um triunfo diante do Burnley. O italiano foi convidado pelos jornalistas a comentar o facto estatístico e poderia ter evitado uma situação de potencial confronto com o português... 

"Mourinho fez 72 vitórias nos primeiros 100 jogos? Estamos a falar de um grande treinador.... mas não se esqueçam que os primeiros 100 jogos de Mourinho aconteceram há muito tempo. Penso que agora não é tão simples", afirmou Conte, que frente ao Burnley em Turf Moor somou a 65.ª vitória em 100 jogos pelo Chelsea, na parte da conferência de imprenesa de lançamento das meias-finais da Taça de Inglaterra (Southampton, domingo) sujeita a embargo.

"Claro que é um bom arranque, mas sei que podíamos ter feito mais esta temporada. Conseguir resultados semelhantes neste momento, com este Chelsea, tem de me deixar satisfeito pelos jogadores, pelo clube, mas certamente que poderíamos ter feito melhor. Ganhei um título na Juventus depois de ter ficado em sétimo lugar duas vezes. Quando se ganha dessa forma é magnífico. Na última temporada somos campeões depois da equipa ter ficado em 10.º lugar. Foi mesmo um feito magnífico, mas não foi fácil só porque somos o Chelsea e é normal poque no passado se ganharam muitos títulos. É preciso ter em conta os tempos que estamos a viver", tinha acrescentado o técnico antes do embargo, reforçando:

"Não gosto de estatísticas... só depois do jogo de ontem [Burnley] é que soube que era o meu jogo 100 como treinador do Chelsea. O meu propósito é sempre o mesmo, ganhar todos os jogos. É a minha mentalidade, tenho mentalidade vencedora e tento transferi-la às pessoas que trabalham comigo." 

"Fazer mais 100 jogos aqui? [Suspiro e sorriso] Como disse antes [ao falar da carreira de 22 anos de Arsène Wenger no Arsenal] é muito difícil. No passado os treinadores podiam ter uma história como a de Wenger ou de [Alex] Ferguson. No futebol atual temos de viver o presente pois não sabemos o que pode acontecer amanhã. Não é simples, nem fácil... é muito difícil imaginar-me a ficar no mesmo clube durante 22 anos, mas a acontecer deve ser porque existe o sentimento certo", encerrou o italiano.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.