Adeptos do Liverpool e do Chelsea contra a Superliga: «Uma busca implacável por dinheiro»

A nova prova foi ontem anunciada e integra 12 dos maiores clubes europeus

• Foto: Reuters

Liverpool e Chelsea são dois dos clubes fundadores da Superliga europeia, ontem anunciada, mas não contam com o apoio dos seus adeptos, que falam em "traição".

"É embaraçoso, como representantes dos adeptos estamos chocados e opomo-nos a esta decisão. A FSG [empresa norte-americana dona do clube] ignorou os adeptos na sua busca implacável e gananciosa por dinheiro", revelam os 'Spirit of Shankly', adeptos do Liverpool.

No Chelsea o estado de espírito dos seguidores dos blues é muito parecido. "Dizem para se esperar o inesperado mas hoje o 'Chelsea Supporters Trust', os nossos membros e os adeptos do futebol de todo o mundo foram alvo da mais alta traição. O Chelsea e outros 11 clubes europeus anunciaram a intenção de criar uma 'Superliga'. É uma decisão para encher os bolsos dos que estão no topo e foi tomada sem qualquer tipo de consideração pelos adeptos, pela nossa história ou pelo futuro do futebol neste país", pode ler-se num comunicado, onde os adeptos dizem ainda tratar-se de algo "imperdoável".





Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas