Alex Ferguson acusado de viciar partida em troca de um relógio Rolex

Antigo treinador do Manchester United terá, alegadamente, combinado um resultado entre os red devils e a Juventus

• Foto: Reuters

Alex Ferguson foi, esta quinta-feira, acusado no Tribunal de Southwark, em Londres, de ter viciado uma partida entre o Manchester United e a Juventus durante a altura em que era treinador dos red devils, na sequência de um encontro forjado entre Claire Newell, uma repórter inglesa que se fez passar por uma empresária do mundo do futebol, e empresário italiano Giuseppe Pagliara.

O agente, em conversa com a repórter infiltrada, fez várias acusações ao antigo treinador do Manchester United, inclusive de ter recebido um relógio de ouro da Rolex, avaliado em 30 mil libras (cerca de 35 mil euros), como forma de agradecimento por ter viciado um resultado de um jogo diante a 'Vecchia Signora'.

"No final da reunião, Pagliara lançou aquilo que pode apenas ser descrito como uma diatribe de Sir Alex Ferguson, acusando-o de ter conspirado com Pagliara para combinar o resultado de um jogo de futebol entre a Juventus, clube que Pagliara era associado, e o Manchester United, na Liga dos Campeões, pelo qual Pagliara agradeceu com um relógio dourado da Rolex avaliado em 30 mil libras", afirmou Giuseppe Pagliara, de acordo com o jornal britânico 'The Sun'.

Mas as acusações a Alex Ferguson não ficaram por aqui. De acordo com a mesma publicação, o agente italiano acusou ainda o antigo treinador dos red devils de receber dinheiro por transferências de jogadores.

"Pagliara prosseguiu acusando Sir Alex Ferguson de receber dinheiro relativo a acordos de transferências. Ele alegou que já tinha pago a Ferguson antes", revela o 'The Sun'.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.