Antigos futebolistas "envergonhados" com resultado do referendo

Lineker e Carragher arrasadores

• Foto: Reuters

O antigo futebolista inglês Gary Lineker, atual comentador desportivo na cadeia televisiva BBC, lamentou este domingo a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia, manifestando-se "envergonhado" com a sua geração.

"Sinto-me envergonhado. Dececionámos os nossos filhos e os filhos dos nossos filhos", publicou Lineker na sua conta na rede social Twitter, na qual é seguido por mais de 5 milhões de pessoas.

Outro antigo futebolista que se mostrou desapontado com o resultado do referendo realizado na quinta-feira foi Jamie Carragher.

"Peço aos jovens que viagem, que abracem a Europa, que aprendam e que trabalhem no estrangeiro, que amem o estrangeiro e que demonstrem que nós, os britânicos, somos bons. Lamento que os velhos os tenham dececionado", escreveu Carragher, também no Twitter.

Já Phil Neville usou o Twitter para pedir um novo referendo: "Precisamos de outra votação. Não conheço ninguém que tenha votado a favor da saída".

O checo Petr Cech, guarda-redes do Arsenal, que vive em Londres há 12 anos, afirmou que o resultado do referendo "foi a maior decisão da história do país, que foi influenciado por uma campanha cheia de falsidades".

O futebolista irlandês Kevin Kilbane, também lamentou o resultado e disse ainda ter esperança de que tudo não passe de um sonho.

"Tenho a sensação de que vou acordar deste pesadelo e que tudo voltará à normalidade", escreveu Kilbane, no Twitter.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia (UE), depois de o Brexit ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.