Arsenal despede mascote para poupar dinheiro e os adeptos estão revoltados

Jerry Quy, o homem que veste a pele de 'Gunnersaurus', estava há 27 anos no clube

O Arsenal decidiu despedir Jerry Quy, o homem que há 27 anos veste a pele de 'Gunnersaurus', a mascote dos gunners. Segundo a imprensa inglesa, a saída prende-se com os cortes que o clube está a fazer, por causa dos efeitos financeiros da pandemia.

Jerry Quy tinha 'sobrevivido' a uma primeira onda de despedimentos, que tinha levado à saída de 55 funcionários dos gunners, mas acabou por sair agora. O facto de os jogos estarem a decorrer sem público foi determinante para a tomada de decisão do clube inglês.

O Arsenal alega que pretende recontratá-lo quando o estádio voltar a encher, mas os adeptos não perdoam esta 'traição' para com um homem que está há tantos anos num clube que tem um dos maiores orçamentos do mundo e cujo salário é residual.

"Um dos clubes mais ricos do mundo despede a mascote que trabalha em part-time há 27 anos para cortar nos custos. Vergonhoso. #Gunnersaurus", escreveu um adepto dos gunners no twitter.

"Isto deixou-me genuinamente muito triste. É difícil imaginar a vida de uma mascote sem adeptos", escreveu outro.

"Vergonhoso. Pobre Gunnersaurus", pode ainda ler-se. "Isto é patético, ainda mais quando se sabe quanto ganham os jogadores por semana."   

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas