Cardiff ofereceu-se para tratar do voo mas Sala preferiu viajar pelos "seus próprios meios"

Presidente do clube, Mehmet Dalman, conta que o jogador não quis um voo comercial

O presidente do Cardiff, Mehmet Dalman, revelou esta quarta-feira que o clube se colocou à disposição de Emiliano Sala para tratar da viagem para o País de Gales, mas que o futebolista optou por utilizar "os seus próprios meios".

Na segunda-feira, o avião privado que transportava desde a cidade francesa de Nantes o avançado, de 28 anos, desapareceu dos radares durante a travessia do Canal da Mancha e ainda não foi encontrado.

"Falámos com o jogador e perguntámos se ele queria que tratássemos do voo, que, para ser honesto, seria no avião comercial", indicou Mehmet Dalman, citado pelo site WalesOnline.

O dirigente adiantou que Emiliano Sala optou por viajar pelos seus meios, mas disse desconhecer quem organizou o voo, embora saiba que não foi o Cardiff.

Dalman disse todos continuam em oração e que o clube galês participará na investigação: "Não desistimos enquanto não soubermos todos os factos".

Sala, que estava no Nantes desde 2015 e que esta época marcou 13 golos em 21 jogos pela equipa francesa, tinha acabado de assinar contrato com o Cardiff, equipa da Primeira Liga inglesa.

Na sua carreira, o jogador passou pelo clube português do FC Crato, dos campeonatos distritais, antes de seguir para França, onde representou o Bordéus, o Orléans, Chamois Niortais, Caen e Nantes.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.