Coronavírus: Antigo jogador do Benfica teme que atletas com vícios piorem durante a pandemia

Gary Charles utiliza o seu próprio exemplo para expressar preocupação

• Foto: Arquivo

Gary Charles, antigo jogador inglês, que chegou a passar pelo Benfica em 1998, alerta para um lado completamente diferente da pandemia que estamos a viver. O antigo defesa teme que os jogadores com problemas com o álcool, ou outros vícios, vejam as suas situações piorarem por causa do isolamento forçado.

"O álcool e os vícios são mecanismos de defesa que as pessoas usam para atenuar a dor, os pensamentos e os problemas, como uma distração de tudo isso. Infelizmente, o vício não desaparece por causa da pandemia. Pelo contrário, é provável que se intensifique para atletas que estejam já com problemas e que enfrentem esta pressão extra", explicou, à Zazzle Media.

No Benfica, Charles fez apenas quatro jogos e marcou um golo, mas tornou-se ídolo em Inglaterra para clubes como o Nottingham Forest ou o Aston Villa. O antigo jogador, de 49 anos, não tem qualquer problema em assumir o que passou.

"Durante a minha carreira eu estive em negação relativamente ao meu problema com a bebida porque eu conseguia passar semanas, ou até anos, sem beber. Mas depois entrava em modo autodestrutivo e apanhava bebedeiras todos os dias. Era capaz de ficar longe do álcool e manter-me em forma, quando era preciso dentro de campo, mas quando uma lesão aparecia, surgiam logo todos os problemas também".

Gary Charles deixa também um apelo a quem esteja na mesma situação neste período.

"Este período difícil em que estamos todos, com o coronavírus, está a colocar as pessoas sob stress e quem vive com um vício pode muito bem atingir uma crise. Apelo a quem estiver com dificuldades desse género para pedir ajuda", afirmou.

Por Miguel Custódio
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.