E se fosse Mourinho (em vez de Guardiola) a falar e gesticular na cara de um adversário?

United deverá ficar furioso se o treinador do City escapar a punição disciplinar

A carregar o vídeo ...
Não se assuste: Guardiola só está a dar os parabéns a Redmond

A pergunta faz sentido: como atuaria disciplinarmente a federação inglesa (FA) se fosse José Mourinho em vez de Pep Guardiola a vociferar e gesticular na 'cara' de um jogador adversário? A situação aconteceu na noite de quarta-feira, no final do Manchester City-Southampton, com o treinador dos citizens a ir ter com Nathan Redmond, questionando a atitude do avançado dos saints.

Nada de ofensivo, adiantaram Guardiola e Redmond coincidindo na explicação, mas a questão acima colocada é avançada pelo 'Manchester Evening News' ('M. E. N.') à luz do historial de decisões da FA em relação a comportamentos e declarações de Mourinho por oposção ao de homólogos, cuja 'exuberância' é diferente, talvez mais simpática, como são os casos do espanhol dos Manchester City e do alemão Jürgen Klopp (Liverpool).

O artigo do jornal de Manchester coloca em evidência precisamente essa diferença de tratamento por parte da FA, lançando a dúvida em relação à expetativa de dirigentes e equipa técnica do Manchester United quanto a um processo disciplinar a Guardiola por conduta imprópria, quando se está a uma semana do dérbi entre red devils e citizens, em Old Trafford (10 de dezembro, às 16h30).

De resto o título da peça é "O Manchester United deverá ficar furioso se o treinador do Manchester City Pep Guardiola escapar a uma punição".

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.