Federação inglesa compara laço de Guardiola à suástica nazi

Treinador apoia os independentistas da Catalunha que estão detidos

De algumas semanas a esta parte Pep Guardiola tem usado um laço amarelo na lapela durante os jogos do Manchester City, um sinal de apoio para com os independentistas da Catalunha que se encontram detidos, mas a federação inglesa (FA) está descontente com a situação. O organismo já advertiu o treinador catalão que os símbolos políticos não são permitidos no futebol inglês, chegando a comprar o laço ao Estado Islâmico ou à suástica nazi.

"Não podemos nem queremos que o futebol mostre símbolos políticos. Os símbolos que dividem não são bons. Podiam ser símbolos religiosos potentes, podia ser a estrela de David, podia ser a foice e o martelo, podia ser uma suástica ou qualquer coisa de apoio a Robert Mugabe (político do Zimbabué) e estas coisas não queremos", disse Martin Glenn, diretor da federação.

"E para ser muito claro, a fita amarela de Pep Guardiola é uma postura política, é um símbolo da independência catalã. Deveria alguém, usar uma insígnia do UKIP (partido independentista do Reino Unido)? Devia alguém usar uma insígnia do Estado Islâmico?", questionou o mesmo responsável.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.