Higuaín no Chelsea: os números de um negócio (que pode ser) milionário

Avançado argentino foi cedido até final da temporada

Para lá da confirmação deixada pelo Chelsea, também a Juventus já confirmou o empréstimo de Gonzalo Higuaín aos ingleses, num comunicado no qual deu conta dos contornos económicos da operação. Um procedimento que é, diga-se, normal nos clubes italianos e raramente visto nos ingleses...

Assim, segundo o que foi revelado pela Vecchia Signora, o argentino ruma a Londres num acordo inicial de empréstimo até final da temporada, num comunicado no qual adianta que esta operação "não gera qualquer efeito económico no corrente ano financeiro". Um dado que não é totalmente esclarecedor, pois pode ser entendido de duas formas: ou o empréstimo é feito a custo zero ou, pelo contrário, o Chelsea pagará 9 milhões de euros, metade da verba que o AC Milan tinha acordado pagar pela cedência por uma temporada acertada no início da época.

O que é certo, e com valores anunciados, são as duas cláusulas previstas, essas aí que já têm dinheiro envolvido... e muito. A saber: caso o Chelsea queira prolongar o empréstimo por mais uma temporada, o emblema londrino terá de pagar 18 milhões de euros; caso tencione adquirir o passe do avançado argentino a título definitivo, aí terá de dobrar a verba e pagar 36 milhões de euros.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.