José Mourinho e o adeus de Wenger: «Se ele está feliz, eu estou feliz»

Técnico do Manchester United garante desejar o melhor ao rival

• Foto: Reuters
José Mourinho também reagiu ao anúncio de que Arsène Wenger vai deixar o Arsenal no final da temporada. Grandes rivais desde 2004, ano em que o técnico português chegou a Inglaterra, o timoneiro do Manchester United apelou no entanto a que exista respeito pelo trabalho do francês e solidariedade para com a sua decisão.

"Se ele está feliz, eu estou feliz; se ele está triste, eu estou triste. Desejo sempre o melhor aos meus adversários. Se ele está contente com a decisão que tomou e anseia pelo próximo capítulo da sua carreira e da vida, então estou feliz por ele. Se ele está triste, eu também estou", explicou Mourinho numa conferência de imprensa.

"Tenho a certeza que nós, enquanto clube, mostraremos a Wenger o respeito que ele merece", finalizou, antevendo já a partida de dia 29 em Old Trafford entre as duas equipas, para a Premier League.
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas