Kepa: «Em momento algum tive intenção de desobedecer ao treinador»

Guarda-redes do Chelsea explica momento insólito ocorrido na final da Taça da Liga

• Foto: Reuters

O guarda-redes espanhol do Chelsea Kepa assegurou este domingo que "em momento algum" quis desobedecer ao treinador Maurizio Sarri, quando o quis substituir na final da Taça da Liga inglesa, frente ao Manchester City.

"Foi um mal-entendido. Em momento algum tive intenção de desobedecer ao treinador. Fui assistido duas vezes pelos médicos e ele pensou que eu não estava em condições de continuar. Foram dois ou três momentos de confusão, até que chegaram ao banco e explicaram ao Sarri", afirmou Kepa, na zona mista, após o encontro.

Kepa a fazer 'birra', Sarri furioso e David Luiz conciliador: a rábula que deixou Inglaterra boquiaberta
A situação insólita aconteceu pouco antes do final do prolongamento da partida referente à final da Taça da Liga inglesa, disputada no Estádio de Wembley. Kepa queixou-se de um problema muscular e Sarri tentou substituí-lo, pelo argentino Willy Caballero, mas o guarda-redes espanhol recusou-se a sair do relvado, tentado explicar que estava em condições para continuar a jogar.

"Visto de fora, pode não parecer a melhor imagem. Mas falei com o treinador e creio que foi um mal-entendido. Percebo que na televisão e nos órgãos de comunicação social se fale sobre isto, mas estou aqui para me explicar e dizer que não foi minha intenção ir contra o treinador. Não foi insubordinação, só queria dizer que estava bem", prosseguiu.

As explicações de Kepa ocorreram pouco depois de Sarri também ter negado qualquer problema com o guarda-redes.

"Foi um grande mal-entendido. Percebi que [o Kepa] tinha uma lesão, mas dei-me conta, uns minutos depois de que podia jogar. Queria meter o Caballero em campo porque pensava que o Kepa não estava em condições, e o Kepa só me queria dizer que podia jogar. Ele estava certo, mas creio que o expressou da pior maneira. Soube [que estava apto para continuar a partida] quando o médico me disse mais tarde", revelou o treinador italiano.

O Manchester City revalidou o título da Taça da Liga inglesa de futebol, ao vencer na final o Chelsea, por 4-3, no desempate por grandes penalidades, depois do nulo (0-0) registado no prolongamento.

O conjunto de Manchester conquistou a sexta Taça da Liga do seu palmarés, tendo agora menos dois do que o recordista de troféus, Liverpool, que soma oito.

Este foi, igualmente, o 25.º troféu da carreira de Pep Guardiola como treinador, o quarto ao serviço do Manchester City.

Sarri quis tirar Kepa e o espanhol recusou-se a sair

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0