Mourinho admite estar "à espera de boas notícias"

Treinador do United aguarda mais dois reforços, mas diz que poderá só ter mais um

Depois do encontro com o Real Madrid (1-1), que o Manchester United venceu no desempate por penáltis, José Mourinho já prepara mais um teste de fogo, agora com o Barcelona. Mas, na antevisão da partida com os catalães, agendada para a noite de quarta-feira - começa às 0h30 de Portugal continental -, foram ainda as questões de mercado que dominaram.

Com Gareth Bale apontado aos red devils - principalmente depois de o técnico português ter dito, alegadamente, ao galês que não o podia comprar porque este ainda não tinha pedido publicamente para sair do Real Madrid -, Mourinho voltou a lembrar que gostaria de ter mais dois jogadores e admitiu que está "à espera de boas notícias", embora se tenha recusado a falar de nomes de eventuais reforços.

"Para mim, boas notícias era ter os jogadores, ou pelo menos um jogador, o mais rápido possível para trabalhar junto com a equipa, pois isso é importante. Mas estou calmo, gosto dos meus jogadores, da minha equipa. Confio neles e, por isso, estou calmo", garantiu o treinador do United, que apenas viu chegar o defesa sueco Victor Lindelöf (ex-Benfica) e o avançado belga Romelu Lukaku (ex-Everton) este verão.

"Ed Woodward está a tratar disso. Ele trouxe Lindelöf e Lukaku. Sabe que gostaria de ter mais dois jogadores, mas também sabe que tenho uma equipa equilibrada. Eu compreendo a situação, compreendo o mercado, e se o meu clube não for capaz de trazer os dois jogadores mas apenas um, aceitarei isso devido à forma como está o mercado atualmente", frisou.

José Mourinho voltou a especificar que precisa de mais "um jogador para o meio-campo, que daria mais opções e mais equilíbrio à equipa", e outro "para o ataque, que jogue nos flancos para dar mais opções ofensivas", mas sem apontar nomes. "Eu nunca falo sobre jogadores que pertencem a outros clubes. Não gosto que um treinador venha dizer que gosta de um dos meus jogadores. Isso não é correto. Por isso, gostaria de ter mais dois jogadores, mas provavelmente só terei mais um", acrescentou.

Quando ao jogo com o Barcelona, Mourinho acredita que será um bom teste. "Vamos defrontar uma equipa que tem um novo treinador, que sabe o tem de fazer. É a melhor forma de acabar a pré-temporada. Logo a seguir começam os jogos oficiais e esta é uma excelente maneira de nos prepararmos e colocar ponto final nesta digressão aos Estados Unidos. É melhor jogar contra o Barça agora do que mais para a frente", lembrou.

E, qualquer que seja o resultado diante dos catalães, o técnico português não deixa de fazer um bom balanço da pré-época. "O Manchester United está a crescer da forma que desejamos. Frente ao Real Madrid fizemos um bom jogo. Na primeira parte dominamos uma equipa que contou com todos os seus titulares à exceção de Sergio Ramos e Cristiano Ronaldo", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.