Mourinho e os oito pontos para o City: «Não estou nada preocupado»

Treinador do Manchester City quer jogadores concentrados apenas no jogo com o Arsenal

• Foto: Reuters

O Manchester United tem o primeiro dos grandes testes de dezembro já neste sábado, diante do Arsenal, em Londres, para na semana seguinte receber o Manchester City - líder da Premier League com oito pontos sobre os red devils.

Perante a importância de não deixar os citizens aumentarem essa vantagem, o que poderá acontecer no caso de um mau resultado em casa dos gunners, José Mourinho assegurou nesta sexta-feira: "Não estou nada preocupado. De todo."

"Faço um jogo de cada vez e é esta a forma de estar. Ontem vi um filme interessante, 'Borg vs McEnroe', e o treinador do Borg dizia-lhe sempre, 'é um ponto de cada vez, pensa num ponto de cada vez', e eu digo aos meus jogadores que é para pensarem apenas num só jogo. É este o jogo, com o Arsenal, não pensamos em quantos pontos temos de atraso, é apenas o [jogo com o] Arsenal - e já suficientemente difícil para nós para que ainda houvesse tempo para pensar noutras coisas. Concentrem-se nisto", reforçou Mourinho, referindo-se à rivalidade entre os antigos tenistas Björn Borg e John McEnroe, recusando depois eleger um favorito: "Gosto de ténis, não jogo ténis."

O treinador falou depois do clássico do futebol inglês que opõe red devils a gunners. "Lembro-me de grandes jogos mas de nenhum em particular e as recordações até começam bem antes de ter vindo [trabalhar] para Inglaterra, quando durante muitos anos o título era discutido entre Manchester United e Arsenal", disse, para depois falar da forma como a sua equipa vai estar em campo no Emirates Stadium:  "Quando tivermos a bola em nosso poder vamos atacar com 11 jogadores porque o guarda-redes sabe o que fazer ness situação; quando o Arsenal tiver a bola defenderemos com 11."

"Depende de como avalias os riscos. Penso que no início do futebol o tipo que falou de defesas e de avançados era um tipo muito mau. Acho que todos têm de atacar e de defender, sobretudo no futebol moderno. Por mim podem dizer o que quiserem, o meu guarda-redes tem de saber o que fazer quando a equipa tem a bola, como atacar, e o meu avançado tem de saber como defender e o que fazer - é simples, para mim é", reforçou Mourinho.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.