Mourinho numa crise nunca vista em 20 anos de carreira

Técnico português somou o sexto jogo consecutivo sem ganhar

Uma série sem paralelo numa carreira já com 20 anos e com vários episódios positivos para contar. Esta terça-feira, diante do RB Leipzig, José Mourinho viu o seu Tottenham somar a sexta partida consecutiva sem ganhar (dois empates e quatro derrotas), um resultado que dita aquela que é, segundo os dados recolhidos pela Opta, a pior série de sempre do técnico português nos 935 encontros já disputados enquanto técnico principal.

A anterior pior série datava de 2006/07, quando entre abril e maio esteve cinco partidas consecutivas sem ganhar - juntamente com aquela que registara até ao início da partida desta noite na Alemanha. No Manchester United, por exemplo, a pior seca sem vencer tinha sido de quatro encontros, ao passo que no Real Madrid o máximo tinham sido três encontros de jejum, tal como havia sucedido no Inter Milão, FC Porto, U. Leiria e Benfica.

Problemas defensivos recorrentes

Com esta derrota, o Tottenham de José Mourinho chegou aos 38 golos sofridos num total de 26 partidas, um registo totalmente inesperado, especialmente tendo em conta que as equipas do técnico português são habitualmente bastante eficientes do ponto de vista defensivo. De tal forma que, das equipas que atuam na Premier League, apenas o Aston Villa sofreu mais golos nesse período, ao encaixar 42 tentos no total de todas as provas disputadas.

Por outro lado, entre a passagem pelo Manchester United e Tottenham, José Mourinho apenas por uma vez viu a sua equipa não sofrer golos fora de casa: foi em janeiro deste ano, pelos spurs, no nulo diante do Watford. Por fim, o técnico luso sofreu a derrota global numa eliminatória da carreira, que até agora estava fixado nos 4-1 registados em abril de 2013 perante o Borussia Dortmund.

Por Fábio Lima
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas