Nelson Oliveira diz que "quase ficou cego": «Acho que o Mings podia ter evitado»

Avançado português não diz que o adversário fez de propósito mas deixa algumas críticas

Nelson Oliveira considera que "teve sorte em não ter ficado cego", na sequência do lance com Tyrone Mings no sábado, em que o defesa do Aston Villa caiu com os pitons na cara do avançado do Reading, provocando-lhe fraturas no nariz e a necessidade de levar vários pontos ao longo da face. O internacional português admite que o adversário não tenha feito de propósito mas não deixa de lançar algumas críticas.

"Não direi que ele ele fez de propósito mas o que me deixa irritaddo e com má sensação é que é algo que ele podia ter evitado. Não me cabe a mim decidir se foi intencional ou não. A única coisa que posso dizer com 100% de certeza é que ele podia ter evitado. E as melhores pessoas para analisar o lance são futebolistas, pois sabem como se aterra após jogadas no ar e como se movem em campo", disse à 'BBC Radio Berkshire'.

Convidado a recordar o fatídico lance, Nelson Oliveira diz que tudo "aconteceu muito depressa". "A minha primeira reação quando senti impacto foi pensar que era o joelho dele. Pisarem-te na cara é algo muito raro no futebol. Tive muita sorte por ter sido apenas o meu nariz a fraturar.. Podia ter ficado cego e impossibilitado de voltar a jogador futebol, ou ter fraturado mais ossos na minha cara ou mandíbula", considerou.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.