Pogba dá calafrios a Mourinho

Médio pode sair para a Juventus e deixar o treinador do United ainda mais desesperado

• Foto: Reuters

Mourinho não pára de se queixar devido à passividade do Manchester United no mercado de transferências e corre agora o risco de ver o plantel perder Pogba. A Juventus está apostada em rodear Ronaldo de grandes jogadores e tem o médio francês no topo da lista de potenciais reforços. Para não infringir o fair play financeiro da UEFA, o heptacampeão de Itália necessita, antes de se atirar de cabeça em direção ao gaulês, de realizar um encaixe de 200 M€, o qual pode ser atingido através da venda de Pjanic, Higuaín, Rugani e Caldara. O plano de Andrea Agnelli, presidente da Vecchia Signora, parece perfeito, pois qualquer deles é cobiçado por clubes poderosos a nível financeiro. Do City ao Chelsea, passando pelo Milan.

O mercado de transferências inglês encerra a 9 de agosto e Mourinho anda cada vez mais descontente. Atente-se ao teor do discurso do Special One em Miami, onde amanhã o Manchester United enfrenta o Real Madrid. "Não estamos aqui [a disputar a International Cup] para melhorar a equipa. Estamos aqui apenas para tentar sobreviver e obter resultados não muito feios. Alexis é o único atacante que temos neste momento...", sublinha o português, que não tem ainda obviamente à disposição os mundialistas. Lukaku, por exemplo. Efetuada dias depois de uma alegada troca de palavras mais azeda com Ed Woodward, vice-presidente executivo dos red devils, a alocução de Mourinho tem ainda outro alcance. O treinador luso não perdoa que até ao momento a direção do Manchester United só lhe tenha oferecido Lee Grant, Diogo Dalot e Fred.

Por Nuno Pombo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.