Tottenham reage aos insultos racistas na receção ao Chelsea

Clube londrino admite ‘banir’ adeptos caso se provem as acusações

• Foto: Reuters

O encontro entre Tottenham, de José Mourinho, e o Chelsea, que terminou com um triunfo dos blues por 0-2, ficou manchado por mais um episódio de supostos insultos racistas. No final do encontro entre as duas formações de Londres, Antonio Rüdiger, defesa do Chelsea, alegou ter sido vítima de insultos racistas por parte dos adeptos do Tottenham presentes no Estádio.

Momentos após o final do encontro, os spurs emitiram um comunicado sobre o incidente afirmando que "qualquer tipo de racismo é completamente inaceitável" dentro do seu estádio, referindo ainda que poderá "banir" adeptos de entrar no estádio.

Comunicado na íntegra:

"Estamos a conduzir uma investigação profunda juntamente com o Chelsea e com os seus jogadores de forma a conseguirmos chegar a uma conclusão. Qualquer tipo de racismo é completamente inaceitável no nosso estádio. Levamos estes casos e estas queixas muito a sério, podendo levar-nos a uma ação contra qualquer adepto que se comporte dessa forma, incluindo a proibição de entrar no nosso estádio", pode ler-se no site oficial do clube.

Por Sérgio Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Inglaterra

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.