Jurgen Klopp: «Dou pontapés no rabo dos jogadores quando não correm o suficiente»

Treinador do Liverpool conta alguns dos seus 'segredos' numa entrevista ao 'Daily Mail'

• Foto: DR

Jurgen Klopp está desolado com as lesões que têm afetado o plantel do Liverpool. O treinador dos reds não é adepto das paragens para os compromissos das seleções e foi nesta última que perdeu Joe Gómez, lesionado ao serviço de Inglaterra. Numa entrevista ao 'Daily Mail', o alemão acrescentou ainda que defende as cinco substituições e contou por que é considerado tão bom treinador.

"Não sou fã das paragens internacionais. Podes perguntar à minha mulher como me sinto... É um momento de nervos. Fiquei destroçado com a lesão do Joe Gómez no joelho, sei bem a dor que ele sente. O que pode sentir um treinador ao receber um telefonema com uma notícia destas? O meu inglês não é suficientemente bom para descrever exatamente o que me passou pela cabeça", contou Klopp.

O treinador pede mais tempo de descanso entre jogos, de modo a evitar este tipo de problemas. "As pessoas têm de entender os jogadores de futebol. Muitas vezes dizem 'ah, ganham tanto dinheiro'. Mas não se trata disso. Eles ganham muito dinheiro porque são especiais. Há atores que são brilhantes mas que nunca serão o James Bond. E o James Bond ganha mais do que os outros."

E prossegue, na mesma linha de raciocínio: "A ciência do desporto diz que é preciso pelo menos 72 horas de descanso para se recuperar de um jogo. Temos de jogar quase antes do pequeno-almoço, mesmo quando a nossa cabeça está a recuperar da viagem que fizemos a um qualquer país do mundo. Trata-se do bem-estar dos jogadores."

Por isso Klopp defende as cinco substituições. "É a melhor solução", assegura.

O jornalista quis depois que Klopp explicasse por que motivo é tão bom treinador. "Gosto de ouvir. Sou bom em algumas coisas e mau noutras, mas tenho pessoas que trabalham comigo que são melhores do que eu e eu sou suficientemente inteligente para ouvir os seus conselhos", explica.

"E como posso fazer aqui no Liverpool que o Hendo, o Milly, o Van Dijk, o Sadio Mane, o Bobby Firmino, todos os meus rapazes sejam boas pessoas? Não posso fazer isso. Deixo-os serem boas pessoas... e dou-lhes pontapés no rabo quando não correm o suficiente", conclui.

Por Record
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liverpool

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.