Mourinho diz que é "péssimo a escolher equipas" e dá exemplo de Sergio Ramos

Treinador fala da tendência de assinar por clubes em "big trouble"

• Foto: Miguel Barreira

José Mourinho assume este sábado que tem tendência em escolher equipas que atravessam um quadro difícil mesmo que em causa estejam grandes clubes europeus.

"Sou péssimo a escolher equipas. Escolho sempre equipas, como se diz em Inglaterra, em 'big trouble'. O Inter estava em  'big trouble', o Real Madrid estava em 'big trouble', o Manchester United em 'big trouble', ou seja, sempre em 'big trouble'. E o que é que significa este 'big trouble'? Significa que são equipas que querem ganhar, mas estão a milhares quilómetros de distância de ganhar. Uma coisa é a dimensão do clube e a história do clube e a outra é a atualidade do clube", refere ao 'Expresso, dando um exemplo.

"O capitão do Real Madrid [Sergio Ramos] que levantou a taça no outro dia, e que é agora tricampeão europeu, quando cheguei ao Real Madrid, em 2010, nunca tinha jogado [destaca pausadamente cada palavra] os quartos de final. Não é nem a final nem a meia final, ele nunca tinha jogado os quartos de final da Champions. Não é? E eu chego agora ao Manchester United e sabes quantos jogadores destes foram campeões? Os 'velhotes' que estão a acabar e que ainda vêm  da era Ferguson. Não sabem o que é ganhar", frisa.


Por Sandra Lucas Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Man. United

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0