Pesadelos de Mourinho sem fim têm Ed Woodward com figura central

Já são apontados sucessores ao português mas há quem defenda a sua permanência

• Foto: EPA

A derrota (0-3) do Manchester United com o Tottenham entrou na história da carreira de José Mourinho por ter sido o maior desaire em casa, mas há mais para contar. O técnico, de 55 anos, chegou em maio de 2016 a Old Trafford para recolocar o United no topo, mas a tarefa tem sido difícil e agora complicou-se.

No 13º lugar da Liga a 6 pontos da liderança, os red devils somam o pior arranque desde 1992/93. Para tal, contribuiu o fraco rendimento em várias fases de jogo: só um quarto dos remates do United foi à baliza e há 49 anos que o clube não sofria 7 golos nas três primeiras jornadas. Em 2017/18, só encaixou esse número à 14ª ronda, numa época em que teve a 2ª melhor defesa da Liga (28 golos), só atrás do campeão City (27).

Por essa razão, Mourinho quis um reforço na defesa, algo que o diretor-geral, Ed Woodward, não acedeu. "Mourinho e Ed Woodward que resolvam os problemas. O clube é maior que qualquer personalidade", afirmou Gary Neville, glória do United, defendendo a permanência de Mou. "O clube renovou-lhe o contrato há 8 meses e devia cumpri-lo", reiterou à ‘Sky’.
Já Pogba acredita que os resultados vão aparecer. "Estamos no início e vamos melhorar. Nós somos o United, não vamos desistir", afirmou o médio à ‘RMC’.

Desde que está em Old Trafford, o Special One já gastou 432 milhões de euros em reforços (83M€ neste defeso), mas sem conseguir a coroa do leão. Antes, o pior arranque de Mourinho (2015/16 no Chelsea, com 4 pontos em 9 possíveis) custou ao técnico o despedimento em dezembro. Resta agora ver se conseguirá reverter a situação, já na próxima ronda, em Burnley.

Jardim e Marco ‘candidatos’

Numa fase de crise no United, a imprensa inglesa avança possíveis sucessores de Mourinho. Zidane encabeça a lista, que conta com Antonio Conte e três portugueses: Marco Silva e Carlos Carvalhal, experimentados em Inglaterra, e Leonardo Jardim. 

Defesa permeável

Há 49 anos que o United não sofria tantos golos nas 3 primeiras jornadas. Já encaixou 7 com a defesa a ser criticada e Lindelöf visado por Carragher: "Tenho pena do Lindelöf, não devia jogar a este nível. Tem erros inadmissíveis."

Ataque desinspirado

Em 2017/18, os red devils fizeram 10 golos em 3 jogos. Agora, somam três, com Lukaku a ser o mais rematador. Sam Allardyce, ex-selecionador, iliba Mourinho: "Contra os spurs, o United fez 23 remates, 5 à baliza! A culpa não é do treinador."

Escassez de reforços

Mourinho deu uma lista de cinco reforços à direção (entre os quais um central), mas só viu chegar três. Segundo a imprensa, a má relação com Ed Woodward, ‘vice’ responsável pelas contratações, foi determinante para o processo.

10
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Man. United

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.