Adeptos do Inter escrevem carta a Lukaku: «Não somos racistas e não somos fãs do Cagliari»

'Curva Norte' responde ao internacional belga na sequência de episódio que ocorreu domingo

Domingo no jogo entre o Cagliari e o Inter, Lukaku considerou ter sido alvo de cânticos racistas, nomeadamente quando se preparava para converter o penálti que deu a vitória à equipa de Milão (2-1). Na segunda-feira o internacional belga publicou um texto no Instagram contra a discriminação e o racismo. E, esta terça-feira, o futebolista que reforçou o plantel do Inter este verão recebeu a resposta da 'Curva Nord'.

Em carta aberta, os adeptos do Inter dizem a Lukaku que não eram os fãs do Cagliari, de quem ele ouviu os cânticos, que o racismo não é um problema real em Itália, saudando mais um vez o internacional belga. "Quando dizes que o racismo é um problema que deve ser combatido em Itália, tudo o que fazes é incentivar a supressão de todos os adeptos, incluindo os seus", dizem os ultras do Inter a Lukaku, 'justificando' os atos da claque adversária: "usamos certos 'caminhos' apenas para 'ajudar a equipa' e tentar deixar os adversários nervosos não pelo racismo, mas para fazê-los errar."

Leia a carta aberta a Lukaku:

"Romelu

Estamos a escrever-te em nome da Curva Norte, sim os mesmos que te receberam quando chegaste a Milão. Lamentamos muito que pensassem que o que aconteceu em Cagliari era racismo.

Você precisa de perceber que a Itália não é como muitos outros países europeus onde o racismo é um problema REAL. Entendemos que poderia parecer isso, mas não é assim.

Em Itália, usamos certos 'caminhos' apenas para 'ajudar a equipa' e tentar deixar os adversários nervosos não pelo racismo, mas para fazê-los errar.

Somos uma claque multiétnica e sempre recebemos jogadores de todo o mundo, embora também tenhamos usado certas maneiras contra jogadores adversários no passado e provavelmente o faremos no futuro.

Não somos racistas e não somos fãs do Cagliari.

Você precisa de entender que em todos os estádios italianos as pessoas apoiam as suas equipas, mas ao mesmo tempo as pessoas estão acostumadas a torcer contra os adversários não pelo racismo, mas para "ajudar as suas equipas".

Por favor, veja essa atitude dos adeptos italianos como uma forma de respeito pelo facto de eles temerem o que você poderia fazer, não porque o odeiam ou são racistas.

O racismo é uma coisa completamente diferente e todos os adeptos italianos sabem disso muito bem.

Quando você diz que o racismo é um problema que deve ser combatido em Itália, tudo o que você faz é incentivar a supressão de todos os adeptos, incluindo os seus, e ajudar a levantar um problema que não está presente aqui ou, pelo menos, não é percebido como noutros países.

Somos muito sensíveis e inclusivos com todos. Podemos garantir que entre nós existem pessoas de diferentes raças e origens que partilham essa maneira de provocar os adversários do Inter, mesmo quando estes são da mesma raça ou origem geográfica.

Por favor, ajude a esclarecer o que realmente é o racismo e que os adeptos italianos não são racistas.

A luta contra o VERDADEIRO racismo deve começar nas escolas que não são os estádios, os adeptos são apenas adeptos e agem de maneira diferente no estádio e na vida real.

Tenha certeza de que o que eles dizem ou fazem a um adversário negro não é o que eles diriam ou fariam na vida real.

Os adeptos italianos não serão perfeitos, mas, embora entendamos a frustração que certas expressões podem criar, elas não são usadas para fins discriminatórios.

Mais uma vez ... BEM-VINDO ROMELU"

Lukaku responde a cânticos racistas com um golo e um olhar... matador





Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.