Coronavírus: mais cinco casos positivos na Sampdoria

No total, há cinco jogadores e um médico infetados

• Foto: Reuters

A Sampdoria confirmou que há mais cinco infetados com a Covid-19. Os jogadores Omar Colley, Albin Ekbal, Antonino La Gumina, Morten Thorsby acusaram positivo bem como o médico  Amedeo Baldari.

Em nota no site oficial, o clube italiano reiterou que tem aplicado "todos os procedimentos exigidos por lei". As instalações estão fechadas e os jogadores, treinadores e funcionários "em isolamento voluntário em casa".

Quinta-feira, num curto comunicado, o emblema de Génova explicou que Manolo Gabbiadini, de 28 anos, tem "febre mas está bem".
 
"Também testei positivo ao coronavírus. Quero agradecer todas as mensagens que já recebi. Estou bem, por isso não se preocupem. Sigam as regras, fiquem em casa e tudo vai ficar bem", escreveu Manolo Gabbiadini, na rede social Twitter.

Na quarta-feira, a 'Samp' já tinha anulado o treino da equipa principal, com o campeonato suspenso em linha com as medidas aplicadas em toda a Itália para enfrentar a pandemia.

A infeção de Gabbiadini segue-se à de Daniele Rugani, colega de equipa de Cristiano Ronaldo na Juventus, e surge no mesmo dia em que um caso positivo na equipa de basquetebol do Real Madrid, em Espanha, colocou todo o plantel principal de futebol de quarentena, por prevenção.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas