Ex-selecionador italiano tem a "maioria da família" infetada e admite: «Já perdi três amigos»

Cesare Prandelli faz votos para que "a situação termine rapidamente"

• Foto: EPA

Cesare Prandelli, antigo selecionador italiano que treinou clubes como Fiorentina e Génova, contou à 'Rádio Lady', de Florença, o difícil momento por que passa, numa fase em que a epidemia de coronavírus parece não dar tréguas em Itália.

"Perdi amigos, é uma coisa dramática, sobretudo para os familiares que não conseguiram estar perto dos seus entes queridos nos últimos segundos da vida. Das três pessoas desaparecidas que eu conhecia, duas eram fãs da Fiorentina e não perderam nenhum jogo quando eu era o treinador da equipa", lamentou Prandelli.

"Há 20 dias vim para Florença e fiquei aqui. A maioria dos membros da minha família, tios e primos, deram positivo para o coronavírus, mas estão bem e eu estou em casa. Penso em quem está a sofrer. Todos temos que manter o foco e fazer pequenos sacrifícios para que esta situação termine rapidamente. Talvez a natureza esteja a dizer-nos que todos estamos a avançar rápido demais...", concluiu.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.