Capello questiona escolhas de Sarri na Taça e estranha opção de Cristiano Ronaldo nos penáltis

Derrota da Juventus diante do Nápoles dá muito que falar

A Juventus perdeu a final da Taça de Itália para o Nápoles e Fabio Capello, antigo selecionador transalpino, questionou as escolhas do treinador Maurizio Sarri, sobretudo no que diz respeito à nomeação dos jogadores para a marcação dos penáltis. Cristiano Ronaldo, o marcador de grandes penalidades por excelência da equipa, não foi chamado à conversão.

Depois do jogo ter terminado com um empate a zero, o Nápoles levou a melhor nos penáltis: marcou 4, ao passo que os bianconeri acertaram apenas dois. Paulo Dybala e Danilo falharam.

"Normalmente coloco o meu melhor marcador de penáltis em quarto lugar na lista", contou Capello, ex-técnico da Juventus e do Real Madrid, em declarações à RAI Radio 1. "O primeiro é sempre para o jogador que se mostra mais confiante. Aconteceu-me muitas vezes na carreira, quando íamos para os penáltis alguém vinha ter comigo e dizia que queria marcar. Para mim esse era o primeiro."

Mas o técnico diz também que a equipa de Turim não jogou bem. "A Juventus não jogou bem na segunda parte e teve problemas, à semelhança do que já tinha sucedido diante do Milan, na meia-final. Isto quer dizer que há uma tendência."

"É estranho o Sarri como treinador desta Juventus queixar-se que não tem profundidade suficiente na equipa. Não se trata da quantidade de jogadores que tens no banco, mas sim da qualidade que tens à tua disposição", acrescentou.

E será Sarri vai manter-se no banco dos bianconeri na próxima época? "Ele é um bom treinador. A Juve não é um carro fácil de se conduzir, há jogadores com personalidades muito fortes e tens de dar provas a esses, para que depois eles possam acreditar a 100 por cento nas tuas ideias."

3
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0