Gattuso volta a ser assombrado por acusações de racismo: «Enlouquecemos todos?»

Alguns adeptos do Valencia manifestam-se contra a contratação do treinador italiano

• Foto: EPA
À semelhança do que sucedeu quando esteve prestes de ser contratado pelo Tottenham, Gennaro Gattuso voltou a ser assombrado por declarações controversas que fez no passado, sendo acusado de racismo e sexismo, agora que está prestes a assinar pelo Valencia.

Por pressão dos adeptos, os spurs acabaram por contratar Nuno Espírito Santo. E agora, em Espanha alguns adeptos criticam a escolha do italiano pelos mesmos motivos. O antigo jogador, de 44 anos, falou do assunto à 'Gazzetta dello Sport' e diz que é tempo de parar.

"A minha história fala por si. Sou racista? Sou xenófobo? Sou sexista? Enlouquecemos todos? É tempo de nos acalmarmos", considerou. "Vamos começar a explicar: a frase que disse sobre mulheres, foi no tempo em que a Barbara Berlusconi entrou no futebol, a ideia era defender o trabalho do Galliani [ex-diretor do Milan], que tinha sido bruscamente colocado em causa."

A seguir falou das acusações de racismo. "Sou racista? Então por que contratei o Bakayoko quando estava no Nápoles? Nunca tive nada contra jogadores negros, muitos deles foram meus companheiros de equipa e amigos."

A finalizar, deixou uma garantia: "Construi a minha carreira com trabalho árduo, empenho e suor. Ninguém me deu nada de presente. E não vou permitir que ninguém, com estas terríveis acusações, manche o meu trabalho."

Em 2008 Gattuso proferiu declarações polémicas sobre o casamento de pessoas do mesmo sexo e em 2013 disse que não conseguia ver "mulheres no futebol", depois de Barbara Berlusconi ter sido designada para um cargo de direção no Milan.
Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas