Massimo Moratti defende Icardi: «Sempre foi profissional»

Antigo presidente do Inter diz que o clube não devia ter retirado a braçadeira de capitão ao argentino

A retirada da braçaceira de capitão por parte do Inter a Mauro Icardi é o assunto do momento em Itália. O clube não se entende com a mulher e empresária do argentino, Wanda Nara; há quem defenda a atitude do clube mas também há quem fique do lado do jogador. É o caso de Massimo Moratti, antigo presidente do emblema de Milão.

"Icardi era um grande capitão. Sempre jogou com entusiasmo, seriedade e profisionalismo. Não tenho nada a apontar-lhe", disse o antigo dirigente à imprensa transalpina.

Moratti diz que esta medida, nesta altura da época, não faz sentido. "'A culpa é minha, é tua, é dele'... Tudo é feito publicamente no Inter e isso não é bom. Retirar-lhe a braçadeira parece-me uma atitude sem sentido, a meio da época, sem ter a possibilidade de vender o jogador e com objetivos coletivos por alcançar. Não vejo as vantagens que isto possa trazer."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.