O dia em que Maradona pediu um Ferrari mas recusou-o assim que o viu

Lembrada uma das excentricidades do antigo craque

• Foto: DR

A excentricidade de Maradona é recordada esta quarta-feira numa história do diário 'Marca', um dia depois de o antigo craque argentino ter completado 58 anos. Recuando até 1986, o então jogador do Nápoles queria ter um Ferrari preto e pediu-o ao seu agente Guillermo Coppola. O problema é que a marca italiana apenas vendia Ferraris... vermelhos.

O modelo era um Testarossa, um carro 'famoso entre famosos', como por exemplo Sylvester Stallone ou Michael Jackson. Certo é que o desejo de Maradona acabou por ser realizado por Corrado Ferlaino, presidente do Nápoles, como contou Coppola anos mais tarde: "O carro custava 430 mil dólares. Dei-lhe o dobro desse dinheiro e mais 130 mil para a pintura".

O Ferrari negro lá acabou por chegar mas o melhor ainda estava para acontecer, quando Maradona e o agente viram o bólide pela primeira vez: "O Diego começou a olhar para todo o lado. Perguntei: 'O que se passa?'. E ele respondeu: 'E o rádio?'. 'Rádio? É um carro de pista, não tem rádio, não tem ar condicionado, não tem nada'".

A reação de Maradona foi, então, surpreendente: "Bem, então podem metê-lo no c*".

A verdade é que El Pibe acabaria por reconsiderar e aceitar o carro que tanto queria, ainda que contrariado.

Por Luís Miroto Simões
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.