Presidente da federação italiana admite que a Serie A pode durar duas épocas

Gabriele Gravina não acredita que a competição seja retomada a 3 de abril

• Foto: Getty Images

Face à crise provocada pela pandemia do coronavírus o presidente da federação italiana de futebol admitiu esta segunda-feira que a presente edição a Serie A poderá prolongar-se para a próxima temporada de forma a que o campeonato seja concluído. 

"Se não for possível concluir a liga, vamos ter de optar por outras decisões. Não está descartado que esta época possa estender-se por duas temporadas diferentes. Percebo que existe muita curiosidade, mas nesta altura ninguém pode dizer o que o futuro nos reserva", afirmou Gabriele Gravina em entrevista ao programa 'Rádio Anch'Io Sport', da Rai Radio 1.

"Entre as várias hipóteses, anunciei também a possibilidade de não atribuir o título, congelar as atuais classificações ou recorrer a play-offs e play-outs", acrescentou o responsável, referindo-se a soluções que também serão implementadas a Serie B italiana. 

Com 12 jornadas por disputar (há 8 equipas com 13 jogos pela frente) o campeonato está suspenso até 3 de abril, depois de o Comité Olímpico de Itália ter decretado a suspensão das atividades desportivas no país até essa data. Contudo, Gravina não acredita que seja possível retomar a competição nessa altura. 

"Estou convencido de que 3 de abril é uma data muito próxima para se pensar num reinício imediato das atividades, não apenas desportivas mas também económicas. Foi por isso que falei mais para o início de maio, mas mesmo assim é uma data totalmente teórica. Contudo, temos de ter referências temporais, caso contrário corremos o risco de ficar despreparados", explicou Gravina.

Por André Antunes Pereira
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.