Restaurante italiano vai ter 'pasta' com nome de Cristiano Ronaldo

Record visitou restaurante onde Zidane ia todos os dias em Turim e que tem novo ídolo à vista

• Foto: DR

Somos o primeiro cliente a chegar, por volta das 12h30, e ao entrar no ‘Ristorante da Angelino’, em Turim, rapidamente percebemos que existe uma mística muito própria neste local. As fotografias não deixam dúvidas: aqui respira-se Juventus e, principalmente, Zinedine Zidane. Somos atendidos com simpatia e encaminhados para uma sala repleta de dezenas de fotos, que vão da Juve à FIAT, uma das empresas mais emblemáticas da cidade. Os ídolos aqui estão bem identificados, mas há espaço para a nova coqueluche do campeão italiano: Cristiano Ronaldo.

Depois de comermos um delicioso raviolli, identificamo-nos como jornalistas portugueses. Um sorriso de quem sabe o que queríamos aparece rapidamente na face do empregado que nos recebeu. Não tarda, surge Mauro Angelino, o chef do restaurante onde Zidane vinha comer todos os dias durante o tempo em que representou a Juventus, entre 1996 e 2001. "Ele morava aqui perto da Rua Moncalieri e comia aqui sem problemas. Alguns jogadores e dirigentes da Juventus também vinham. Agora como estão no centro de estágio, com tudo lá, é mais difícil", conta-nos Mauro, obviamente um adepto bianconero. À época, Zidane estabeleceu forte ligação com o chefe de então, Roberto – irmão
Chef
de Mauro –, ao ponto de o ter levado para a seleção francesa, com quem celebrou o título mundial em 1998 (há uma foto do momento no restaurante). Daí à existência de um prato personalizado foi um passo: ‘Rigatoni alla Zidane’. "Agora não está disponível", respondem-nos..

Um teste prévio

Mas o ídolo da Juve – e já agora do próprio Mauro – passou entretanto a ser outro. Feliz pela chegada de Cristiano Ronaldo, o chef do ‘Angelino’ já pensa... num prato com o nome do craque português. "Ainda tenho de ver mas creio que terá CR7 e depois algo como massa. É difícil escolher porque ele é um futebolista que se preocupa muito com o seu estado físico, por isso tem de ser uma comida que se identifique com ele", explica.

Zidane com o irmão do atual chefe e o filho Enzo, na década de 90
Para isso, será necessário Ronaldo fazer um ‘teste’ prévio no restaurante, de forma a poder avaliar os pratos e, só então, se ficar a saber qual a iguaria que mais se adequa ao melhor do Mundo. Para esse efeito, Mauro conta com a ajuda de... Zidane. "Espero que aconselhe a Ronaldo este restaurante e que este possa cá vir. Mas não sei... Ronaldo pode ir morar para longe. Zidane vivia aqui perto...", lamentou.

Zidane trouxe camisola de CR7...

Durante a conversa, somos encaminhados para uma zona mais reservada do restaurante, que quase funciona como um santuário. Lá no alto, três camisolas: de Zidane e Trezeguet nos extremos (dois craques da história da Juventus) e no meio a de… Cristiano Ronaldo. Não, ainda não é a concorrida camisola de CR7 no clube italiano mas sim uma que envergou ao serviço do Real Madrid. A curiosidade aqui encerra no facto de a mesma ter sido pedida bem antes de se saber que o melhor do Mundo acabaria na Juventus… "Há uns meses, pedi ao meu pai para falar com o Zidane para arranjar uma camisola do Ronaldo. Dois dias ela depois estava aqui..."

... que agora terá de ser atualizada

A verdade é que Ronaldo é uma referência mundial até entre adversários, o que levou um adepto da Juve – que, recorde-se, teve CR7 como carrasco nas duas últimas edições da Liga dos Campeões – a idolatrar um rival... que é agora a coqueluche da equipa. Segue-se o próximo passo: substituir a camisola do português nos merengues por uma ao serviço dos heptacampeões italianos. Mas a julgar pela corrida desenfreada às lojas do clube, pode ser uma tarefa bastante difícil...

Por João Socorro Viegas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas