Juiz rejeita pedido e Cristiano Ronaldo terá de entrar a pé no tribunal

Avançado da Juventus vai terça-feira declarar-se culpado por quatro delitos fiscais, em Madrid

• Foto: Reuters

O juiz Juan Pablo González-Herrero não deu provimento à solicitação de Cristiano Ronaldo, que tinha pedido para entrar de carro amanhã no tribunal em Madrid, diretamente pela garagem. O avançado da Juventus, que também viu ser rejeitada a sugestão para que a audiência se fizesse por videoconferência, a partir de Itália, vai confessar perante o juiz os quatro delitos fiscais de que foi acusado.

Segundo conta o jornal 'El Mundo', o tribunal reconheceu a "grande notoriedade" do internacional português, mas não acredita que a sua "segurança seja comprometida" por entrar no edifício a pé.

Recorde-se que Cristiano Ronaldo já foi condenado a uma pena de dois aos de prisão (que não precisará de cumprir), bem como ao pagamento de 18,8 milhões de euros pela tributação dos seus direitos de imagem em Espanha.

17
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Juventus

Notícias

Notícias Mais Vistas