«Nervosismo ou vontade de se ir embora?»: italianos voltam a apontar o dedo a Ronaldo

Internacional português atirou a camisola no final do encontro com o Génova

• Foto: Reuters

O gesto de Cristiano Ronaldo após a vitória da Juventus frente ao Génova (3-1) continua a fazer correr muita tinta na imprensa italiana. O internacional português atirou a camisola ao chão - há quem diga que foi uma forma desajeitada de a dar a um apanha-bolas - um gesto que muitos adeptos dos bianconeri interpretaram como uma falta de respeito para com o clube.

"Sem golos e com nervosismo", volta a sublinhar esta terça-feira o 'Corriere dello Sport', pegando nas palavras de Bentancur para 'pôr paninhos quentes': "É a mentalidade dele, é por isso que chegou a melhor do Mundo".

Já o diário 'Quotidiano Sportivo' fala num "mau gesto". "Pouco respeito por um objeto sagrado", escreve o jornal, questionando o que estará por detrás da atitude de CR7: "Será nervosismo ou vontade de se ir embora?"

Recorde-se que a 'Gazzetta dello Sport' já avançara ontem que, no balneário, o avançado português deu murros nas paredes, tomou um banho rápido e foi embora, sem falar com ninguém. "O nervosismo foi evidente do primeiro ao último minuto e dificilmente justificável, pelo resultado e também pelo seu desempenho insuficiente", escreveu o desportivo italiano.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Juventus

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.