Maradona acusa ex-mulher de lhe roubar camisolas e ataca juíza: «Nome por cima do 10 é o meu»

Antigo craque reclama objetos alegadamente furtados por Claudia Villafañe

Diego Armando Maradona recorreu às redes sociais para lamentar a lentidão da justiça argentina, que há três anos não resolve uma queixa que apresentou contra a ex-mulher. O antigo craque acusa Claudia Villafañe, com quem foi casado entre 1989 e 2004, de lhe ter roubado camisolas, troféus e chuteiras. O casal vivia em Villa Devoto, em Buenos Aires, e teve dois filhos.

"Acaba de terminar o circo que armaram em Villa Devoto e foi mais do mesmo. Continuam sem me devolver o que me roubaram. Riem-se da justiça e ninguém faz nada", disparou no Instagram.

Maradona não poupou a juíza que está a conduzir o processo: "Como pode a juíza continuar a perguntar de quem são as camisolas, as chuteiras e os troféus? É como quando perguntavam na escola: 'de que cor é o cavalo branco de San Martín?'", ironizou. "Há três anos que não tenho resposta! Acorde, juíza Vilma Nora Días! Não vê que nas camisolas, por cima do número 10, está escrito 'Maradona'?"

O advogado do antigo internacional argentino, Matías Morla, também comentou o caso. "Tudo isso parece um capítulo de 'Os Simpsons'."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0