Na cozinha do chef Stanisic não se ouvem relatos, mas houve um dérbi que ia custando... um dedo

História caricata recordada em entrevista à Máxima

• Foto: Marisa Cardoso

Ljubomir Stanisic lançou o seu quinto livro, 'Bistromania – no Bistro Como em Casa' (Casa das Letras), e dá todo o crédito à mulher, a jornalista Mónica Franco. Em entrevista à Máxima, foram muitas as histórias que o chef jugoslavo e a mulher contaram, entre as quais a de um dos cozinheiros do Bistro 100 Maneiras, fanático pelo Sporting, a quem um relato de um dérbi ia custando... um dedo.  

"Um dos cozinheiros mais antigos [do restaurante], o Mateus, é um fanático do Sporting. E o Ljubo sempre proibiu que se ouvissem relatos de futebol na cozinha, porque depois há um que se chateia, porque é do Benfica… Só que houve um dia em que o Mateus pediu folga, como faz sempre que há um jogo do Sporting, e não podia, tinham muitos cozinheiros ausentes. Então [o Ljubomir] permitiu que nessa noite se ouvisse o relato – e era Benfica e Sporting, um dérbi. Só que o Ljubo também proíbe gritos na cozinha. Então, de repente marca um, marca outro, está 2-2 e quando o Benfica marca o terceiro golo, o Mateus, que estava a cortar uma cebola e não queria gritar, acaba por cortar o próprio dedo…", contou Mónica Franco.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias