Tomás Taveira defende Cristiano Ronaldo em polémica da 'marquise'

Arquiteto desenhou edifício original e considera que o espaço, transformado num ginásio, “é vital para a profissão” do craque

• Foto: Bruno Colaço

Tomás Taveira, o arquiteto responsável pelo edifício original construído na década de 70, localizado no número 203 da rua Castilho, onde Cristiano Ronaldo comprou o luxuoso apartamento, sai em defesa do craque na polémica da ‘marquise’.

Para Taveira, a estrutura instalada na cobertura não tem razões para ser demolida e a indignação de José Mateus, arquiteto responsável pelo desenho do novo edifício, "não faz sentido", pode ler-se no Correio da Manhã.

Por Correio da Manhã
32
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Jogo da Vida

Notícias