Os números não enganam: o melhor onze estrangeiro até agora

Uma equipa de sonho tendo como base um esquema tático 3-4-3

Sem surpresas, a baliza é ocupada por Iker Casillas, o guarda-redes da equipa menos batida do campeonato, com apenas 12 golos sofridos em 26 partidas. Após ter terminado a sua época de estreia em segundo lugar na lista de guardiões mais pontuados, 48 pontos atrás de Rui Patrício, o antigo jogador do Real Madrid caminha a passos largos para se tornar o melhor na sua posição na LIGA RECORD, na qual já leva uma vantagem considerável sobre o segundo classificado, o brasileiro Ederson. Com uma média de 3,8 pontos por jogo, Casillas tem conseguido justificar o seu elevado preço – 7,25M€ –, dando inúmeras alegrias aos muitos utilizadores que com ele contam (10,1% do total).

Tendo o FC Porto a defesa menos batida do campeonato, não é de admirar que os "dragões" contribuam com dois jogadores – Marcano e Alex Telles – para o trio defensivo, especialmente se tivermos em conta a veia atacante dos atletas em questão. O central espanhol, avaliado em 2,95M€, é um dos defesas com mais golos apontados até ao momento, quatro, enquanto o lateral brasileiro (1,8M€) leva já sete assistências para golo, sendo apenas superado pelo bracarense Wilson Eduardo. Este trio defensivo de luxo fica completo com a inclusão do maritimista Raúl Silva, a opção mais em conta das três (1,35M€). O jogador brasileiro soma já quatro golos e é uma excelente escolha para os jogos em casa dos insulares, nos quais a equipa ainda só por nove vezes sofreu golos (apenas mais uma do que, por exemplo, o FC Porto).

Entramos agora no meio-campo, liderado pelo portista Óliver Torres, com 85 pontos. O jogador espanhol tem estado em evidência desde o início do ano, somando 42 pontos na LIGA RECORD só nas últimas dez jornadas – quase tantos como os que havia conseguido nas 16 anteriores. Com uma interessante média de 4.5 pontos por jogo, Óliver Torres apresenta-se como uma sólida opção para a reta final do campeonato, permitindo fazer face ao facto de Diogo Jota ter perdido a titularidade. Os outros médios desta lista, Cauê, Battaglia e Fransérgio, possuem sensivelmente o mesmo número de pontos, sendo que a nossa recomendação vai para o jogador do Sporting Braga, não só pelo seu custo (0,75M€) como também pelo facto de, dos três, ser aquele que apresenta a melhor média de pontos por jogo (3.3) e o que tem o menor número de cartões amarelos (quatro).

Para terminar, o ataque, liderado por aquele que é de longe o melhor marcador do campeonato: Bas Dost, que leva até ao momento 24 golos, mais do que seis equipas nacionais do principal escalão. A excelente época que o holandês está a viver em Alvalade fez com que a sua cotação subisse em flecha, de 5.1M€ no início da temporada para os atuais 6,35M€. Bas Dost, que pertence a 56% do total de plantéis, é atualmente imprescindível na LIGA RECORD, pela importância central que ocupa no ataque leonino e por ser o batedor oficial de grandes penalidades na ausência de Adrien. O jogador do Sporting é seguido pelo segundo melhor marcador do campeonato, o portista Soares, que já integra 45% do total dos plantéis na LIGA RECORD, fruto do bom momento que vive no Dragão, com nove golos marcados em apenas sete partidas para o campeonato. Por último surge o único benfiquista desta lista, o grego Mitroglou, que tem estado em bom plano no campeonato, no qual já leva 14 golos, mas que, ainda assim, não tem conseguido justificar por completo o seu elevado preço (8,2M€), tendo em conta a abundância de goleadores a valores bem mais acessíveis.

Autor: GoalPoint

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Liga Record

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.