Edward Zakayo agradece ao Benfica e lembra os 40 quilómetros diários a correr para chegar à escola

Jovem queniano, de 17 anos, assume que as águias lhe mudaram a vida

Grande aposta de futuro do Benfica para os próximos anos, o jovem queniano Edward Zakayo, de 17 anos, é esta semana figura de destaque na edição do jornal 'O Benfica', numa reportagem na qual lembra a sua infância, os quilómetros diários que fazia para chegar diariamente à escola e onde enaltece a importância da chegada ao clube da Luz, tanto a nível desportivo como a nível pessoal.

Vencedor das recentes provas de 3000 e 5000 metros do Campeonato Nacional de Clubes, o jovem atleta começou a praticar atletismo em 2014, com 13 anos, e já na altura ninguém o conseguia bater. "Tínhamos atividades de corrida na escola e, quando eu comecei a correr, não havia ninguém que conseguisse ultrapassar-me. Era o melhor da escola e o único de lá com aquela vontade... Era bastante complicado alguém vencer-me. Confesso que tinha essa perspetiva de futuro, sempre me achei veloz e ambicionava poder ser 'o tal'!", admitiu o atleta, que no ano seguinte deu o salto para a competição.

"Comecei a viajar para competir e fiz uma pausa na escola durante um ano. Em 2016 regressei e senti que não estava a ir bem nos estudos, reprovei um ano e voltei a repetir. Para ir para a escola, tenho de fazer 20 quilómetros a pé e outros 20 para regressar a casa. Acho que isto me tornou mais forte. Andar/correr os tais 40 quilómetros todos os dias tornou-me muito ativo e resistente. Sim, porque eu fazia o percurso a correr e não tenho dúvidas de que isso me tornou mais forte no que sou hoje", assumiu o atleta.

Forte o suficiente para chegar e impor-se no Benfica com bons resultados, num passo que, assume, mudou a sua vida e a dos seus familiares. De tal forma que, meio ano volvido desde que se vinculou às águias, já conseguiu dar à sua mãe uma 'verdadeira' casa para viver. "Tenho uma casa em construção para a minha mãe. A nossa casa antiga, não sei como chamar, não tinha condições nenhumas. Tinha o telhado de palha. O Benfica mudou a minha vida de uma maneira que mais ninguém conseguira antes. Mudou a minha vida para sempre. Estou muito contente e verdadeiramente grato", assumiu, revelando também que esta mudança lhe permitiu "concretizar o sonho de ter água potável" na sua comunidade.

E quanto ao futuro? Zakayo promete "trabalho árduo" para tentar chegar ao topo dos atletas do Quénia, assumindo também o sonho e chegar e brilhar nos Jogos Olímpicos de Tóquio. "As coisas só se concretizam com trabalho e dedicação. Creio que esta será uma importantíssima prova no meu percurso", finalizou.

Por Fábio Lima
23
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.