Record

O momento único do atleta que quebrou as barreiras da deficiência e assinou pela Nike

Justin Gallegos tem paralisia cerebral e sonha bater o recorde do mundo da maratona

Justin Gallegos tinha acabado mais uma corrida quando recebeu a notícia de uma vida. O jovem atleta, membro da equipa de atletismo da Universidade de Oregon, foi informado de que a Nike queria dar-lhe um contrato profissional. Até aqui nada de novo, excepto o facto de Justin Gallegos ter nascido com uma paralisia cerebral, tornando-se no primeiro atleta com esta doença a receber um contrato da empresa multinacional de equipamentos desportivos.

"Este foi provavelmente o momento mais emocionante nos meus sete anos de corrida", disse o atleta na sua página do Instagram. "Ao crescer com uma deficiência, o pensamento de me tornar um atleta profissional é como o de pensar em escalar o Monte Evereste. É possível, mas as probabilidades não estão definitivamente a teu favor. Trabalho árduo recompensa", escreveu.

Um vídeo partilhado pela Nike a 6 de outubro, dia mundial da paralisia cerebral, mostra o momento em que Justin recebeu a notícia por parte de John Douglass, funcionário da marca, e explodiu de alegria e emoção.

A paralisia cerebral é uma perturbação do movimento e da postura devido a uma lesão cerebral que ocorre numa fase prematura de desenvolvimento cerebral. A lesão pode ocorrer na gestação, no nascimento, ou no período que se segue.

"Passei por muito para chegar até aqui! Já fui um miúdo com cintas nas pernas que mal conseguia andar! Agora acabei de assinar um contrato com a Nike Running!", contou o atleta que um dia quer bater o recorde do mundo e mostrar que a deficiência não impõe limites.

O contrato profissional da Nike que está a emocionar o mundo




Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Atletismo

Notícias

Notícias Mais Vistas

M